top of page

Santos Timóteo e Tito, bispos



Origens 

Santos Timóteo e Tito eram bispos e ambos colaboradores do Apóstolo dos Gentios, São Paulo. 

São Timóteo, bispo de Éfeso

OrigensTimóteo nasceu em Listra, próximo de Tarso. Sua mãe era judia e o educou na religião hebraica. Desde pequeno, tinha um grande amor pela Sagrada Escritura.

EvangelizaçãoSua vida foi marcada pela evangelização e pela santidade de São Paulo e também por São João Evangelista. São Paulo, no início de sua segunda visita missionária, foi tocado pelo testemunho de São Timóteo. Escolheu-o para ser seu companheiro de viagem, pois era estimado pelo povo de Listra e Icônio.

São Paulo sobre TimóteoA respeito dele, certa vez, São Paulo escreveu em uma de suas cartas: “A Timóteo, filho caríssimo: graça, misericórdia, paz, da parte de Deus Pai e de Jesus Cristo, Nosso Senhor!” (II Timóteo 1,2). Nesta carta, é possível perceber que ele foi fruto de uma evangelização que atingiu não somente a ele, mas também sua família: “Quando me vêm ao pensamento as tuas lágrimas, sinto grande desejo de te ver para me encher de alegria. Confesso a lembrança daquela tua fé tão sincera que foi primeiro a de tua avó Loide e de tua mãe, Eunice e, não tenho a menor dúvida, habita em ti também”. (II Timóteo 1,4-5)

Viajou com São PauloAcompanhando São Paulo nas viagens, atravessou a Ásia Menor e foi até a Macedônia. E, seguidamente, foi para Atenas, onde foi enviado para a cidade de Tessalônica, e dali prosseguiu para Corinto, colaborando na evangelização dos cristãos.

Primeiro Bispo de ÉfesoTimóteo ficou reconhecido como um pastor valoroso. Foi o primeiro bispo de Éfeso, e nesse contexto conheceu e foi discípulo de Nosso Senhor seguindo as pegadas do Evangelista São João.

PáscoaConta-nos a tradição que, no ano de 95, o santo havia sido atingido por pagãos resistentes à Boa Nova do Senhor e, por isso, foi martirizado. São Timóteo, homem de oração, um apóstolo de entrega total a Jesus Cristo, viveu a fé em família, mas também propagou a fé para que todos conhecessem Deus, que é paz.

Dois santos e um amigo em comum: São Paulo

São Tito, bispo de Creta

OrigensSão Tito foi o segundo e grande colaborador de São Paulo. Convertido e batizado por São Paulo, provinha de uma família grega e pagã. Companheiro de missão, por volta do ano 48, Tito foi para Jerusalém com São Paulo para o Concílio. São Paulo apresentou-o aos apóstolos e opôs-se a que fosse circuncidado, como era o desejo dos cristãos judaizantes. Tito tornou-se um símbolo do valor universal do Cristianismo, independente da nacionalidade ou raça.

São Paulo confiou uma missãoA fim de substituir Timóteo, São Paulo confiou a Tito a missão de levar a obediência à comunidade rebelde de Corinto. O zelo e a ponderação de Tito estabeleceram a paz entre a Igreja em Corinto e o Apóstolo dos Gentios.

Bispo de CretaApresentado como Bispo de Creta, Tito encontrou dificuldades em seu apostolado, sobretudo por parte dos judeus, que eram sempre opostos ao Evangelho. Relatos de Eusébio, Teodoreto e Santo Isidoro dizem que Tito seguiu evangelizando em Creta até o fim de sua vida.

As Cartas de São Paulo aos SantosDe acordo com a tradição, São Paulo escreveu duas Cartas a Timóteo e uma a Tito. As Cartas do Novo Testamento revelam ensinamentos para a formação dos pastores e dos fiéis da Igreja.

Minha oração

“Àqueles que beberam das fontes mais limpas do catolicismo, pedimos por piedade o zelo e o amor pela Igreja e seus ministros, de modo particular os bispos e cardeais tão atacados pela cultura e pelos próprios cristãos. Consolai-os e fortalecei-os em sua missão. Amém.”

Santos Timóteo e Tito, rogai por nós!Outros santos e beatos celebrados em  26 de janeiro

  • Em Hipona, na Numídia, hoje Annaba, na Argélia, São Teógenes, mártir, sobre o qual Santo Agostinho proferiu um sermão ao povo. († c. 257)

  • Em Belém da Judeia, Santa Paula, viúva, de nobilíssima família senatorial, que renunciou ao mundo. († 404)

  • Em Jerusalém, os santos Xenofonte e Maria e seus filhos João e Arcádio, que, abdicando da sua dignidade senatorial e de amplíssima fortuna. († s. VI)

  • Em Cister, na Borgonha, na atual França, Santo Alberico, abade. († 1109)

  • Em Trondheim, na Noruega, Santo Agostinho Erlandsson (Eynstein Erlandsson), bispo. († 1188)

  • Em Angers, na França, a Beata Maria de la Dive, mártir. († 1794)

  • Perto de Munique, cidade da Baviera, na Alemanha, o Beato Miguel Kozal, bispo auxiliar de Wloclawek e mártir. († 1943)

  • Em Hong Kong, o Beato Gabriel Maria Allegra, presbítero da Ordem dos Frades Menores. († 1976)

Fonte:

  • Livro “Um santo para cada dia” – Mário Sgarbossa – Luigi Giovannini [Paulus, Roma, 1978]

  • Livro “Santos de cada dia” – José Leite, SJ [Editorial A.O. Braga, 2003]

  • Martirológio Romano

– Produção e edição: Melody de Paulo– Oração: Rafael Vitto – Comunidade Canção Nova

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page